Publicidade

30 de set de 2011

No RJ, para receber o documento de licenciamento anual, todos os veículos terão que passar no teste de emissão de gases em 2012.

Rio - A partir do ano que vem, os motoristas terão um item a mais para se preocupar durante as vistorias do Detran: a emissão de gases poluentes. Segundo o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, o carro que estiver fora dos padrões será reprovado na inspeção e não poderá circular até se enquadrar à lei estadual.

“A lei de inspeção de veículos, de minha autoria, na prática não se concretizou. Para 2012, será uma medida progressiva nos licenciamentos. Devemos estabelecer um limite máximo tolerável e punir os que mais poluem”, explicou Minc, que se reuniu com o Detran-RJ esta semana para discutir a implantação da medida.

Reprovados

Atualmente, carros de passeio reprovados no exame de aferição de gases poluentes têm registrado no documento do veículo o termo ‘gases inapto’, mas não são proibidos de circular. Só ônibus, micro-ônibus, caminhões, automóveis, caminhonetes, camionetas e utilitários, cuja categoria seja aluguel ou que tenham capacidade para mais de cinco passageiros, se reprovados no teste de poluição, não recebem o documento. Em 2009, essa frota representou cerca de 31% dos veículos licenciados. Dos avaliados, 20% foram reprovados.

O Detran-RJ informou que todos os 50 postos de vistoria do Estado já têm equipamentos de verificação de emissão de gases. Portanto, não haverá problema em colocar a medida em prática.

Olimpíadas aceleram mudanças

Apesar de existir lei estadual com medidas para promover a redução da poluição atmosférica desde 1996, é por conta dos Jogos Olímpicos que a qualidade do ar vai ser melhor monitorada.

Relatório do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) aponta riscos à saúde dos atletas por causa da poluição e recomenda a ampliação da cobertura do monitoramento da qualidade de ar nas áreas de competições.

No documento do Inea é relatado que a deterioração da qualidade do ar causada pelos veículos, aliada às condições atmosféricas características da época dos jogos, potencializa a formação de poluentes, dentre eles o ozônio, que produz efeitos negativos à saúde dos atletas, como redução da capacidade pulmonar.

Fonte: O Dia

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:
O autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links.

Tags - Encontre aqui os principais assuntos em nossas publicações de forma simples